Pular para o conteúdo principal

Projeto: Educação infantil. atividades domiciliares



Justificativa:

Neste período em que as relações sociais estão restritas faz-se necessário criar condições para que as crianças continuem tendo interações afetivas com seus familiares e ampliem estes laços com professores e colegas, mesmo que através de redes ou grupos virtuais, contribuindo para que o conhecimento do outro e de si mesmo.
 O trabalho educativo-pedagógico com histórias infantis, relações familiares, brinquedos e brincadeiras, conversas por vídeo, áudios, vídeochamadas individuais reforça a descoberta e o ressignificado de novos sentimentos, valores e costumes. Assim, busca-se a construção de identidade, autonomia desenvolvendo conteúdos como cores, números, quantidades e formas, sem desconsiderar o espaço em que a criança se encontra, a faixa etária e as condições apresentadas pelas famílias.

Campos de experiência
Direitos de aprendizagem
Competências
01 - (x ) Eu, o outro e o nós.
02 - (x) Corpo, gestos e movimentos.
03 - (x) Traços, sons, cores e formas.
04 - (x) Escuta, fala, pensamento e imaginação.
05 - (x) Espaço, tempo, quantidades, relações e transformações.

01 - ( x ) Conviver
02 - ( x ) Brincar
03 - ( x ) Participar
04 - ( x ) Explorar
05 - ( x ) Expressar
06 - ( x ) Conhecer-se


01 - (x) Conhecimento.
02 - (x) Pensamento científico, crítico e criativo.
03 - (x) Repertório cultural.
04 - (x ) Comunicação.
05 - ( x) Cultura digital.
06 - (  ) Trabalho e projeto de vida.
07 -  (  ) Argumentação.
08 -( ) Autoconhecimento e autocuidado.
09 - ( x ) Empatia e cooperação.
10 - ( ) Responsabilidade e cidadania.


Objetivo geral:

Estabelecer o vínculo afetivo e de troca entre professora, famílias e alunos, fortalecendo o contato e ampliando gradativamente as potencialidades de comunicação e interação entre ambos, através de atividades eminentemente lúdicas, recreativas e interativas.


Objetivos específicos:

 - Interagir com as famílias e crianças através do grupo de whatsapp, vídeos chamadas, contação de histórias, conversas e estímulo às brincadeiras.
- Estimular a participação familiar na postagem de fotos ou vídeos, a fim de fortalecer vínculos afetivos entre as crianças.
- Reconhecer cores através de histórias, músicas e brincadeiras.
- Reconhecer números e quantidades através de atividades lúdicas.
- Reconhecer formas geométricas através de vídeos e atividades lúdicas
- Familiarizar-se.com a própria imagem.
- Brincar
- Identificação de algumas singularidades próprias de pessoas com as quais convive em situações de interação.

 Desenvolvimento:

Durante este período serão realizadas atividades que envolvam a visualização e audição de histórias, visualização de vídeos da professora conversando com os alunos e vice-versa, além da construção de brincadeiras e brinquedos.
A primeira atividade remete a uma conversa com os pais sobre o retorno das atividades remotas, após o “recesso”. Vídeo de motivação: Pais brilhantes e pais fascinantes.
Na segunda atividade a professora sugere aos pais contar histórias. Esta atividade visa criar condições para que as crianças participem de variadas situações de comunicação oral e escrita, se interessem pela leitura ou escuta de histórias, familiarizando-se com a escrita.
Com a terceira atividade a professora apresenta um vídeo reforçando a aprendizagem de números, sabendo que aprender Matemática é um processo contínuo de abstração no qual as crianças atribuem significado às observações e experiências, desenvolvendo simultaneamente junto com outras naturezas diferentes, como: comunicar-se oralmente, desenhar, movimentar-se, etc.
A quarta atividade será uma dica pedagógica que desenvolve o raciocínio lógico. O adulto escolhe quatro objetos e esconde pela sala ou quarto e pede para a criança encontrar. Pode-se dar um tempo para ficar mais emocionante. Pode-se trocar os participantes. Esta atividade também garante o direito da criança a brincar, como forma particular de expressão, pensamento, interação e comunicação.
Na quinta atividade espera-se o retorno das famílias com fotos ou vídeos dos alunos referente às atividades anteriores.
Na sexta atividade a professora apresenta uma atividade de apreciação e descoberta. A mágica do arco-íris. Consiste em pintar um guardanapo nas extremidades e colocar estas extremidades em dois recipientes com água. Conforme vai molhando o guardanapo, as cores se juntam formando o arco-íris. Leva-se em conta a importância das crianças terem contato com diferentes elementos, fenômenos e acontecimentos naturais.
Na sétima atividade a professora propõe que a família faça uma atividade culinária, onde a criança também possa ajudar. Intitula-se: Ajudando a mamãe na cozinha. O desenvolvimento da capacidade de se relacionar, de criar memórias afetivas, depende, entre outras coisas, das oportunidades de interação social, fortalecimento da auto-estima e ampliação das capacidades de comunicação.
Na oitava atividade espera-se o retorno das famílias com fotos ou vídeos sobre as atividades anteriores. O retorno familiar com as atividades é importante para que haja interação e as crianças possam “ver” umas as outras.
 Na nona atividade será apresentado um vídeo sobre formas geométricas.
Na décima atividade a professora incentivará as famílias a encontrar formas geométricas em casa. Pode ser brinquedos ou objetos. Com esta atividade visa-se estimular a observação e exploração do ambiente com atitude de curiosidade, a fim de que a criança perceba-se integrante do seu Meio ambiente e núcleo familiar.



Recursos:

Internet, aplicativos, papéis, telefone, tesoura, sucata, e demais materiais que estejam à disposição da família que possam utilizar na montagem de brincadeiras ou brinquedos.


Observação:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sequência didática: Atividades - História João e o Pé de Feijão

 

Projeto: Dia de quem cuida de mim

Tema: Dia da família ou de Quem Cuida de Mim. Publico alvo: Crianças, famílias, Comunidade escolar, Objetivo geral: Propiciar às crianças a continuação da reflexão de sua estrutura familiar e o conhecimento da constituição de outras famílias, refletir sobre o relacionamento entre as pessoas de sua família e as demais pessoas que a rodeiam, oportunizando o respeito e o interesse pelos diferentes grupos familiares. Objetivos específicos: ·         Reconhecer e valorizar os membros da família. ·         Compreender a história de seus colegas a partir de sua própria história ·         Permitir ao aluno vivências que estimulem a fala e expressões corporais. ·         Desenvolver a criatividade através da interação com outros pares, além da sala de aula. ·         Interagir com outras crianças em diferentes faixas etárias, através de brincadeiras. ·         Desenvolver a linguagem oral e escrita. Justificativa:   A família é o primeiro ponto de re

Projeto - Atividades: Meu Pintinho Amarelinho

  Atividades a partir da música: Meu pintinho Amarelinho. Campos de experiencias:  Corpo, gestos e movimentos. Traços, sons, cores e formas. Escuta, fala, pensamento e imaginação. Espaços. tempos, quantidades, relações e transformações. Objetivos: Demonstrar controle e adequação do uso de seu corpo em brincadeiras e jogos. Criar movimentos, gestos, olhares e mímicas em brincadeiras, jogos e atividades artísticas como dança, teatro e música. Coordenar suas habilidades manuais no atendimento adequado a seus interesses e necessidades em situações diversas. Expressar-se livremente por meio de desenho, pintura, colagem, dobradura e escultura, criando produções bidimensionais e tridimensionais. Expressar ideias, desejos e sentimentos sobre suas vivências, por meio de linguagem oral e escrita (escrita espontânea), de fotos, desenhos e outras formas de expressão. Estabelecer relações de comparação entre objetos, observando suas propriedades. Classificar objetos e figuras de acordo com suas sem