Pular para o conteúdo principal

Vygotsky e a aprendizagem





A aprendizagem não é, em si mesma, desenvolvimento, mas uma correta organização da aprendizagem da criança que conduz ao desenvolvimento mental, ativa todo um grupo de processos de desenvolvimento e esta ativação não poderia produzir-se sem a aprendizagem. Por isso, a aprendizagem é um momento intrinsecamente necessário e universal, para que se desenvolvam na criança essas características humanas não naturais, mas formadas historicamente. Assim diz Vygotsky e não poderíamos pensar em aprendizagem, sem nos remetermos a Vygotsky.
Vygotsky acreditava que o sujeito não é um reflexo passivo do meio, nem um espírito anterior ao contato com pessoas e coisas. Mas o resultado destas relações.
As funções superiores não são apenas um requisito da comunicação, mas o resultado da própria comunicação. O aprendizado e desenvolvimento estão interligados desde o primeiro dia de vida da criança.
Vygotsky não formulou uma concepção estruturada do desenvolvimento humano, ele toma como pressuposto básico a idéia de que o ser humano constitui-se enquanto se relaciona com os demais. È nas relações humanas que os sujeitos se compõem num processo histórico.
Zona de Desenvolvimento Proximal: (ZDP) É o percurso que faz o indivíduo para desenvolver funções que se encontram em processo de amadurecimento e que mais adiante se tornarão funções consolidadas, estabelecendo o nível de desenvolvimento real do indivíduo. Em um dado momento a criança pode necessitar da ajuda de um adulto para executar uma determinada tarefa, mas no futuro não será mais necessário.
Necessitar de ajuda = ZDP
Realizar sozinha a mesma tarefa = habilidade situada em uma Zona de desenvolvimento real.
O aprendizado é capaz de gerar zonas de desenvolvimento proximal. Ao interagir com outras pessoas em seu ambiente ou em cooperação com outros pares os processos internos de desenvolvimento são capazes de operar e deflagrar a aprendizagem.
O caminho do desenvolvimento humano é tanto definido pelos processos da maturação do organismo individual, quanto pela aprendizagem que desperta os processos internos do desenvolvimento.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sequência didática: Atividades - História João e o Pé de Feijão

 

Projeto: Dia de quem cuida de mim

Tema: Dia da família ou de Quem Cuida de Mim. Publico alvo: Crianças, famílias, Comunidade escolar, Objetivo geral: Propiciar às crianças a continuação da reflexão de sua estrutura familiar e o conhecimento da constituição de outras famílias, refletir sobre o relacionamento entre as pessoas de sua família e as demais pessoas que a rodeiam, oportunizando o respeito e o interesse pelos diferentes grupos familiares. Objetivos específicos: ·         Reconhecer e valorizar os membros da família. ·         Compreender a história de seus colegas a partir de sua própria história ·         Permitir ao aluno vivências que estimulem a fala e expressões corporais. ·         Desenvolver a criatividade através da interação com outros pares, além da sala de aula. ·         Interagir com outras crianças em diferentes faixas etárias, através de brincadeiras. ·         Desenvolver a linguagem oral e escrita. Justificativa:   A família é o primeiro ponto de re

Projeto - Atividades: Meu Pintinho Amarelinho

  Atividades a partir da música: Meu pintinho Amarelinho. Campos de experiencias:  Corpo, gestos e movimentos. Traços, sons, cores e formas. Escuta, fala, pensamento e imaginação. Espaços. tempos, quantidades, relações e transformações. Objetivos: Demonstrar controle e adequação do uso de seu corpo em brincadeiras e jogos. Criar movimentos, gestos, olhares e mímicas em brincadeiras, jogos e atividades artísticas como dança, teatro e música. Coordenar suas habilidades manuais no atendimento adequado a seus interesses e necessidades em situações diversas. Expressar-se livremente por meio de desenho, pintura, colagem, dobradura e escultura, criando produções bidimensionais e tridimensionais. Expressar ideias, desejos e sentimentos sobre suas vivências, por meio de linguagem oral e escrita (escrita espontânea), de fotos, desenhos e outras formas de expressão. Estabelecer relações de comparação entre objetos, observando suas propriedades. Classificar objetos e figuras de acordo com suas sem